Medicando a Vida

20140427-141712.jpg

Inventamos a penicilina e criamos vacinas. Filtramos o sangue e colocamos marcapasso. Desfibrilamos, injetamos e prescrevemos. Mapeamos o DNA, geramos vida por proveta, alguns estudam até clonagem. A medicina evoluiu dos curandeiros e nos salvou de morrer de gripes e pestes.

Quando será que conseguiremos transplantar compaixão e vacinar contra o ódio? Será que chegaremos a prescrever contra a amargura e desfibrilar a esperança? Criaremos postos de saúde emocional e injetaremos caráter? Precisamos diagnosticar o câncer do rancor, a tuberculose de indiferença e a aids de intolerância. Precisamos que o remédio do amor não esteja nas prateleiras das farmácias, mas à disposição de todos que o buscarem. Só assim a vida poderá curar a morte.

Anúncios

Seria um prazer se você deixasse um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s